Bel Tine

1.          Descrição

Festival realizado na região de Dois Rios para celebrar o fim do inverno e o começo da primavera.

É na iminência de Bel Tine que a narrativa da série A Roda do Tempo tem início, contudo, o inverno parece, neste momento em especial, ter se estendido mais por mais tempo do que o normal, causando problemas de abastecimento e ataques de animais selvagens (lobos, ursos, etc), como visto no Capítulo 1 de OOdM.

É dito que o Bel Tine deveria começar quando a primavera houvesse chegado efetivamente, o primeiro cordeiro nascido e a primeira colheita já estivesse brotando. Mas mesmo com o frio ainda intenso, ninguém, no Capítulo 1 de OOdM, se preocupou em adiar o Festival.

Rand observa que, mesmo quando o tempo melhorou, poucas crianças eram vistas brincando ao ar livre, tendo em vista o receio dos lobos. A realização do Festival, contudo trouxe às crianças (e aos adultos) do Campo de Emond certa segurança, ensinando a todos “como brincar novamente“.

É costume, ao menos no Campo de Emond, que as mulheres façam uma limpeza anual profunda em suas casas antes da realização do festival, motivo pelo qual Rand vê muitas casas com janelas abertas, colchões e tapetes pendurados e mulheres com aventais e lenços brancos no cabelo sacudindo lençóis e (com algumas crianças) batendo tapetes.

As fogueiras de Bel Tine estavam localizadas “do outro lado das pontes” por sobre o Riacho Fonte de Vinho, na forma de “três pilhas de troncos, cuidadosamente arrumados, quase do tamanho de casas“. As fogueiras ficavam sob a terra nua e não sob a grama do Campo, por mais rala que estivesse a grama (certamente por conta do risco de incêndio).

O Pau da Primavera, um tronco reto e esguio, sem galhos, de um abeto, era instalado próxima à Fonte de Vinho por mulheres mais velhas (as mais novas, que não podiam usar o cabelo trançado, ficavam olhando). Na época de OOdM, o Pau da Primavera tinha dez pés de altura.

2.          Atividades ocorridas durante o Festival

Durante o Festival, o que não acontecia ao redor da fogueira, acontecia no Campo.

(…) Pela manhã os homens fingiriam surpresa ao encontrar o Pau; depois, ao meio-dia, as mulheres solteiras dançariam ao redor dele, enrolando-o com longas fitas coloridas enquanto homens solteiros cantavam. (…)

O dia inteiro do Bel Tine seria tomado com cantoria, danças e banquetes, com corridas e competições  de quase tudo. Haveria prêmios não somente para o melhor com o arco e flecha, mas também com funda e lança. Haveria concursos de enigmas e charadas, de cabo de guerra e levantamento e lançamento de pesos, prêmios para o melhor cantor, o melhor dançarino e o melhor tocador de rabeca, para o mais rápido a tosquiar uma ovelha, e até mesmo para o melhor em bocha e nos dardos.

Para o Bel Tine do Capítulo 1 de OOdM, havia rumores de que uma grande queima de fogos de artifícios estava planejada. A última havia ocorrido dez anos antes.

3.          Menções

I.           OOdM – Cap. 1

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: